segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Soa como um desabafo

Pois bem, após muito tempo sem postar nada neste blog resolvi expor algo que vem atormentando minha mente nesses últimos dias, por questões de saúdes enviei um e-mail para o Ministério da Saúde entre outros órgãos relacionado a saúde cobrando providências, segue abaixo o texto então enviado:

"Olá, a menos de um mês tivemos a triste notícia de que minha mãe estava com nódulos em um dos seios, após a constatação ela foi encaminhada a uma pequena cirurgia para a retirada do tumor para biópsia, recebemos então a informação de que se tratava de câncer, todos os exames e procedimentos médicos foram realizados em Passo Fundo-RS, mas atualmente moramos em Vacaria-RS onde não podemos contar com os recursos que estão disponíveis ou em Passo Fundo ou em Caxias do Sul, e só optamos por Passo Fundo devido à presença de familiares por lá, já que em Caxias do Sul não há ninguém que possa atender a minha mãe, eu só não posso acompanha – lá por que preciso permanecer em Vacaria em decorrência da faculdade e do emprego.

O problema é que quando recebemos o diagnóstico médico de que minha mãe teria remover a mama o mais rápido possível para que o problema não se tornasse ainda maior, para a nossa surpresa o encaminhamento para a cirurgia de remoção do seio foi negado em virtude da carteirinha do SUS (Sistema Único de Saúde, do qual eu não levo mais fé) pertencer a região de Vacaria, e por isso não poderia ser realizada em Passo Fundo, pois a verba seria destinada, pelo menos foi o que nos foi informado, a Vacaria.

Agora eu pergunto: -A questão de verbas públicas destinadas a municípios é tão importante quanto a vida de um cidadão? Acredito que muitos já passaram ou estão passando pelo que nós estamos, e infelizmente só damos importância quando realmente necessitamos!

Numa medida desesperadora fomos em busca de uma possível cirurgia em alguma clínica particular, levando em conta a gravidade da enfermidade, e claro, todas tem leitos disponíveis e realizariam a cirurgia com toda a antecedência, porém (sempre há um porém), o custo varia de 8 a 10 mil reais, dinheiro este que nós não temos condições de desembolsar. Fica o desabafo de um filho que espera apenas uma solução, e que não quer de forma alguma que sua mãe seja vítima de um capricho da política brasileira. Aguardo ansioso por alguma informação que me possa ser útil, pois é o que eu mais preciso neste momento. Desde já agradeço a atenção!"

Infelizmente, passado mais de uma semana não obtive se quer um esclarecimento ou algo parecido, pergunto: -Para que serve o "fale conosco" se sequer somos respondidos? Poxa é a minha mãe, é quem me gerou, me educou, me ensinou a ser honesto, ser honesto para que?

Claro que não desistimos, conseguimos através de outros meios, que minha mãe conseguisse realizar a cirurgia, com a graça do Bom Deus, só resta rezar para que tudo ocorra bem. Fica aqui o desabafo de um filho que só quer ver sua mãe com saúde de volta em casa.

Um comentário:

  1. A maior das dores é a dor do descaso. É a sua mãe... agora se fosse a mãe deles...Sua parte você fez, o não conformismo é o primeiro passo.

    ResponderExcluir